16/01/2014

O VALOR E O DINHEIRO


Havia um homem que, graças à sua imensa riqueza e sua infinita ambição, resolveu comprar tudo o que estava ao seu alcance. Depois de encher suas muitas casas de roupas, móveis, automóveis e jóias, o homem resolveu comprar ainda outras coisas mais.

Comprou a ética e a moral, e nesse momento foi criada a corrupção.

Comprou a solidariedade e a generosidade, e então a indiferença foi criada.

Comprou a justiça e suas leis, fazendo nascer na mesma hora a impunidade.

Comprou o amor e os sentimentos, e surgiu a dor e o remorso.

O homem mais poderoso do mundo comprou todos os bens materiais que queria possuir e todos os valores que desejava dominar. Até que um dia, já embriagado por tanto poder, resolveu comprar a si mesmo.

Apesar de todo o dinheiro, não conseguiu realizar seu intento. Então, a partir desse momento, criou-se na consciência da Terra um único bem que nenhuma pessoa pode pôr preço: seu próprio valor.


“Procure ser um homem de valor, em vez de procurar ser um homem de sucesso”. - Albert Einstein