11/03/2014

BANANEIRA



"Nisto é glorificado meu Pai, que deis muito fruto" João 15.8.


Nunca tinha visto uma
bananeira antes.

Fiquei chocado da primeira vez em que pedi um cacho de bananas e o vendedor derrubou a planta inteira com alguns
golpes de faca para, então, cortar o cacho e me dar as frutas.

A bananeira surge como um broto da planta-mãe.
Esse broto cresce e em seis meses produz uma grande flor que nos próximos seis meses irá se transformar no cacho de bananas.

As frutas podem ser grandes ou pequenas, numerosas ou não, dependendo da variedade da
planta, da quantidade de chuva e também da fertilidade do solo.
Quando as bananas estão maduras, o talo inteiro é cortado.

O propósito da planta é produzir um belo e completo cacho de
bananas e mais alguns brotos que se desenvolverão em plantas produtivas.

Isso não se assemelha a nós?

Esse não é o propósito do Senhor para nós, ou seja, que produzamos
frutos de maneira similar?

Como é lindo quando existe frutificação espiritual em nossa vida, quando novos brotos se desenvolvem em pessoas
produtivas!
Seremos testemunhas do Senhor, compartilhando o Evangelho com outros que, por sua vez, O conhecerão como Salvador também.

Que estejamos sempre fielmente ocupados em servir assim, de qualquer maneira pela qual Ele nos capacitar, para que haja muitos que entrem no céu.
O Senhor disse que os campos estavam prontos para a
ceifa, mas os trabalhadores eram poucos.

Será que estamos fazendo a nossa parte?

Porém, além disso, nós devemos produzir fruto para satisfazer o coração de Deus, da mesma forma como a banana nos satisfaz.

A bananeira é cortada para que se colham os frutos.
Ela não é importante em si mesma, e nós também não somos.
Existimos para o Senhor e para Sua honra e glória.
Esse é nosso propósito na vida.

Isso é uma verdade em nossa vida ou não?

Recebido por email