29/04/2014

MULHER CLAMA POR JESUS PARA SE SALVAR DE NAUFRÁGIO E SE CONVERTE APÓS MILAGRE



Após passar por grande risco de morte, uma
refugiada afegã, que esteve recentemente em Atenas, na Grécia, compartilhou a história surpreendente de sua conversão ao cristianismo.

Viajando separada de seus filhos, espremida com outras 65 pessoas, ela era apenas mais uma à busca de uma vida melhor na Europa. Estavam todos sem comer e beber a três dias, as mulheres e crianças choravam, outros sem forças pareciam prestes a desfalecer. O barco era sacudido violentamente por uma tempestade.

As pessoas começaram a orar repetidamente, por meio de diferentes Suras do
Alcorão. Os gritos de "Vamos morrer! Nós vamos morrer” foram intercalados com as preces dos refugiados. Ela também fez algumas dessas orações no auge do desespero, certa de que todos iriam se afogar.

O porão possuía algumas janelas, mas isso também era um problema: abrí-las fazia com que a água entrasse no barco. Já fechá-las tornava o ar difícil de respirar.

De repente, o barco mergulhou de bico. Tudo e todos estavam escorregando em uma única direção: para baixo. Só então “flashes” de conversas que ela teve com a irmã cristã na Austrália e o irmão cristão, na Alemanha, e cenas de um filme sobre Jesus que havia visto no Irã vieram à sua mente.

Ela então orou para Jesus. Ela nunca tinha feito isso antes: “Se permitir que eu e meus filhos sobrevivamos, irei a uma igreja assim que chegar a terra firme”.

Imediatamente o barco endireitou e a tempestade cessou, miraculosamente. As pessoas se alegravam que Deus havia ouvido suas preces, mas ela sabia que Jesus havia respondido a sua oração.

Ainda mais incrível foi quando um grande barco grego se aproximou e começou a jogar garrafas com água no barco dos refugiados. Houve confusão enquanto todos buscavam aplacar sua sede. Então homens da outra embarcação amarraram seu barco ao dela e conduziram a todos em segurança até a praia. E eles provavelmente haviam avisado o porto, pois ao chegarem à praia havia filas e filas de garrafas com água e copos esperando pelos quase náufragos.

Então os afegãos foram levados a um acampamento onde receberam comida, abrigo e roupas secas.

Cumprindo sua minha promessa a Deus, a primeira coisa que aquela mulher fez foi procurar uma igreja. Estava acontecendo um casamento, então ela simplesmente se sentou e assistiu.

Na semana seguinte, foi a outra igreja e sentou-se na parte de trás e assistiu. Ela não entendia nada que eles estavam dizendo. E foi a uma terceira igreja e, novamente, não compreendia o que estava sendo dito, mas estranhamente tinha uma paz descendo sobre o seu coração, apenas ao estar nessas igrejas. Foi então que ela percebeu que algo estava acontecendo dentro dela, e mesmo sem entender, sabia que era algo bom.

Então, depois de 4 meses ela tomou sua decisão: queria acreditar em Jesus; queria que Ele fosse seu Salvador. Verdadeiramente Ele respondeu a muitas das suas orações. A vida ainda era difícil, mas ela era grata e tinha paz interior. Era uma nova pessoa. Parece que Deus a permitiu que ela viesse parar na Grécia para que pudesse ouvir sobre a fé cristã e acreditar.

“Da tempestade no mar para a paz no meu coração, eu sou verdadeiramente grata! Louvado seja Deus”, finalizou a sobrevivente.

fonte: noticias gospel
recebido por email